ACESSO RESTRITO
REDES SOCIAIS

Notícias

Outubro Rosa é lembrado no IGEPREV com palestras sobre saúde emocional da mulher e tolerância

19/10/2018 - Morgana Taíse/Governo do Tocantins

Foi realizada no auditório do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins – IGEPREV-TO, uma programação especial, na manhã dessa sexta-feira, dia 19, para todos os servidores do Instituto.

As ações em prol do Outubro Rosa trouxeram temas importantes como tolerância e a saúde emocional da mulher. Para as servidoras Rossana Maria Vasconcelos Lopes e Kerla Sabryna de Oliveira Pires, “trata-se de um mês muito importante para a mulher, já que a preocupação com a saúde não é só física, mas também emocional, e foi lembrada de forma bastante significativa,” apontam as servidoras.

De acordo com a defensora pública Elydia Monteiro que falou sobre a saúde emocional da mulher e seus desafios, “as comemorações do chamado Outubro Rosa são importantes para nos lembrarmos da importância de falar sobre cuidados, sobre prevenção de violências, sobre respeito e tolerância como formas de alcançarmos mais qualidade de vida, estreitando laços de afeto e solidariedade. É importante refletir sobre as relações sociais e familiares por que elas têm relação direta com o bem estar físico, psíquico e emocional do ser,” enfatiza Elydia Monteiro.

Para o juiz Luis Otávio de Queiroz Fraz, do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) que dialogou sobre tolerância nas eleições, trata-se de um tema importantíssimo e de bastante relevância. “Nós estamos vivendo uma explosão das redes sociais, aquilo que era para ser tratado fisicamente, migrou para a internet, fica muito mais cômodo pra brigar, pra apresentar suas ideais e pra retrucar de maneira violenta ou de maneira ríspida a opinião alheia. Eu tenho a impressão que se fosse pessoalmente seria mais ameno. É muito importante que as pessoas comecem a se acostumar logo com essa tecnologia e trazê-las para sua vida, porque essa intolerância na internet magoa tanto quanto, ou mais do que a vida na real, porque a pessoa às vezes não pode se defender. Segundo a visão aristotélica, tolerância e respeito não são sinônimos, nós temos que aprender a praticar os dois para um convívio melhor,” reforça o juiz Luis Otávio de Queiroz.

O evento contou com a participação de aproximadamente 150 servidores que vieram vestidos com as cores rosa e branco simbolizando o mês em que se intensifica a campanha de conscientização e prevenção do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero.

Na oportunidade também foi exibido um vídeo sobre o tema Tolerância produzido por Rossandro Klinjey especialmente para esse evento. Rossandro Klinjey é palestrante, escritor e Psicólogo Clínico. Além de ser um fenômeno nas redes sociais, seus vídeos já alcançaram a marca de mais de cem milhões de visualizações. Autor vários de livros, sendo os mais recentes: As cinco faces do Perdão, Help: me eduque! e Eu escolho ser feliz, ele também é consultor da Rede Globo em temas relacionado a comportamento, educação e família.

Segundo Rossandro, “perceber a intolerância dos cidadãos comuns é importante para a política real, mesmo que não existam fortes ligações com os resultados das políticas. A tolerância e a liberdade estão conectadas. Porém, a intolerância política de massa estabelece uma cultura de conformidade que parece restringir a liberdade política individual de muitas maneiras,” conclui o psicólogo.

Já para o presidente do IGEPREV, Sharlles Fernando Bezerra Lima, “trata-se de uma excelente oportunidade para tratar de temas bastante pertinentes para a ocasião. Muito bom ver o Instituto engajado em causas tão nobres,” finaliza Sharlles Fernando.